O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) determinou a suspensão preventiva por 30 dias de sete jogadores, entre eles ex-atletas de Athletico, Coritiba e Paraná Clube. Eles são alvos da investigação da Operação Penalidade Máxima III, do Ministério Público de Goiás, por suposto envolvimento no esquema de manipulação de resultados do futebol brasileiro. O GE divulgou a informação inicialmente.

Entre os atletas suspensos, estão Alef Manga, Thonny Anderson e Jesús Trindade, todos ex-Coritiba, além de Pedrinho, ex-Athletico, e Igor Cariús, ex-Paraná Clube. A suspensão foi aplicada pelo presidente em exercício do STJD, Felipe Bevilacqua. Ele exerce a presidência na ausência de José Perdiz, que acompanha o Mundial Feminino na Austrália a convite da CBF. Confira todos os jogadores suspensos preventinamente pelo tribunal esportivo após invetigação da Penalidade Máxima:

  • Alef Manga, ex-Coritiba, negociado com o futebol do Chipre
  • Dadá Belmonte, do América-MG
  • Igor Cariús, ex-Paraná Clube, e hoje do Sport
  • Jesus Trindade, ex-Coritiba
  • Pedrinho, ex-Athletico, e hoje do Shakhtar
  • Sidcley, ex-Cuiabá, hoje do Dínamo Kiev
  • Thonny Anderson, ex-Coritiba, do Bragantino, que estava emprestado ao ABC

Jogadores haviam se tornado réus da Penalidade Máxima

Na semana passada, os atletas e outro sete acusados haviam se tornado réus da Penalidade Máxima. O juiz Alessandro Pereira Pacheco, da 2ª Vara de Repressão ao Crime Organizado e Lavagem de Capitais, aceitou a denúncia do MP-GO. Na decisão, a Justiça de Goiânia concedeu dez dias para que os réus respondam à acusação e convoquem testemunhas para auxiliar na defesa.

Também na semana passada, o STJD convocou dez jogadores para prestar depoimento no dia 10 de agosto. O processo ainda é referente à segunda fase da Penalidade Máxima. A convocação faz parte do pedido de abertura de investigação pelo procurador geral do STJD, Ronaldo Piacente, ainda em maio. Entre os intimados, aparecem novamente Alef Manga e Pedrinho. Também serão ouvidos o lateral Diego Porfírio, ex-Coritiba, e volante Bryan García, ex-Athletico.

Alef Manga, ex-Coritiba, segue investigado na Penalidade Máxima.
Manga deixou o Coxa na última semana. Foto: Ernani Ogata/Código19

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Ex-jogadores de Athletico, Coritiba e Paraná Clube são suspensos pelo STJD; entenda

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.