Uma moradora de Curitiba está processando o ex-BBB Diego Bissolotti Gasques, mais conhecido como “Diego Alemão”, por não receber valores que alega ter emprestado a ele em 2020. De acordo com o processo que a Banda B teve acesso, a curitibana era namorada de Alemão na época e teria emprestado a ele R$ 4.600,00 com a promessa de que que receberia o dinheiro de volta até 30 de dezembro de 2023, o que, segundo ela, não aconteceu. Em prints com trocas de mensagens de WhatsApp, que constam no processo, o ex-BBB afirma que vai fazer o pagamento no prazo, pede paciência, mas, com o tempo, passa a ofender a ex-namorada.

image-6-19
Diego Alemão – Foto: Reprodução Instagram

A moradora de Curitiba entrou com uma ação de cobrança com pedido de indenização por danos morais contra Diego Alemão. Na ação, ela alega que emprestou os valores porque, na época, possuíam um relacionamento.

O casal se separou e, sem o pagamento, a mulher passou a cobrar Diego Alemão várias vezes, por meio de mensagens no WhatsApp. Pelos prints anexados ao processo, os dois chegaram a firmar um acordo de pagamento, mas ele não teria cumprido com o acordado.

“Anunciei meu carro hoje, se vender rápido já acertamos tudo e aí cada um segue seu caminho. Caso não venda, infelizmente eu vou ter só uns 400 dólares para te mandar essa semana”

disse Diego, em uma das mensagens.

As conversas prosseguem no decorrer dos dias, sempre com a ex-namorada pedindo para que o ex-BBB quitasse a dívida. A partir de então, segundo as mensagens anexadas, ele começa a ofendê-la.

“Você vai receber porque eu não sou podre como você, eu tenho palavra, e tenho decência, algo que uma puta como você, mentirosa compulsiva, não entende […]. Não me encha, quando eu puder, se eu decidir te dar essa esmola, eu te mando, não se incomode mais, vai extorquir e roubar seus machos velhos, vaza sua puta rala”

disse Diego em uma das mensagens.

Conforme consta na ação, o valor da dívida de Diego com a ex seria de  R$ R$ 4.600. Acrescido de juros e correção monetária, a defesa pede também um pagamento por danos morais de R$ 15 mil. Somando, o processo todo é de R$ 19.600. 

As defesas

A Banda B procurou o advogado da curitibana que move a ação contra Diego Alemão, que apenas disse que não irá se manifestar. Também tentamos contato com o advogado do ex-BBB, e aguardamos retorno. 

Diego Alemão ao lado do advogado Jeffrey Chiquini em foto de 2020 . Foto: Arquivo Banda B.

Prisão de Diego Alemão

Em 18 de abril de 2020, Alemão se envolveu em um acidente de trânsito no bairro Santa Quitéria, na capital paranaense, quando retornava de uma confraternização. Sob efeito do álcool, ele bateu o Pajero que dirigia contra um automóvel regularmente estacionado.

Após a batida, ele atentou contra os que estavam no local, entre vítimas, passantes e policiais militares. O caso ganhou grande repercussão e rendeu ação do Ministério Público do Paraná (MPPR).

Na ocasião, Diego Alemão foi preso em flagrante, mas teve liberdade provisória concedida, com aplicação de medidas cautelares.

Diego Alemão foi condenado em 2ª instância pela Vara de Delitos de Trânsito de Curitiba a um ano e quatro meses de detenção em regime aberto. A decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ-PR) foi em março deste ano, e manteve a condenação pelos crimes de embriaguez ao volante, lesão corporal, desacato por duas vezes e ameaça.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Ex-namorada cobra dívida de Diego Alemão na Justiça e mostra conversas: ‘Se decidir te dar essa esmola, eu te mando’

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.