O Brasil registrou 435 novas mortes e 7.218 novos casos confirmados de coronavírus nas últimas 24 horas, segundo boletim do Ministério da Saúde.

É o maior número de novos casos em um dia -o recorde anterior era do dia anterior, 6.276.

Agora, o país tem ao todo 5.901 óbitos e 85.380 casos. Com isso, ultrapassou a China também em número de pessoas infectadas e é o 10º no ranking. O país asiático tem 83.944 casos confirmados, segundo a Universidade Johns Hopkins, nos EUA, que monitora a pandemia.

Ministério da Saúde. Foto: Divulgação

O Brasil já tinha passado a China, onde o vírus surgiu, em número total de mortes na terça-feira (28). Naquele dia, o país bateu um novo recorde de mortes registradas em 24 horas, com 474 novas vítimas e tinha registrado 5.017 mortes por Covid-19.

Naquele mesmo dia, questionado sobre os números, o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista na porta do Palácio da Alvorada: “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”. Ele disse que cabia ao ministro da Saúde, Nelson Teich, explicar os números.

A China, que vê uma desaceleração na pandemia, registra desde então 4.637 mortos.

Os números divulgados nesta quinta-feira (30) apontam um aumento de 9% no total de casos registrados do novo vírus e 8% no total de óbitos.

São Paulo se mantém como a unidade da federação mais atingida, com números muito acima dos demais. O estado mais populoso do país agora tem 28.698 casos da Covid-19 e 2.375 mortes.

Em relação ao total de óbitos, aparece na sequência o Rio de Janeiro, com 854 mortes; Pernambuco, com 565; Ceará, com 482; e Amazonas, com 425.

O Rio de Janeiro também é o segundo em relação ao total de casos, com 9.453. Na sequência aparecem Ceará, com 7.606; Pernambuco, com 6.876; e Amazonas, com 425.