O senador Sergio Moro (União-PR) fez um pronunciamento na noite desta terça-feira (9) para registrar a sua absolvição pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) em duas ações judiciais. Moro era acusado de abuso de poder econômico durante a campanha de 2022, em que se elegeu para o Senado. Ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

sergio moro
Foto: Jonas Pereira – Agência Senado

Para o senador, o julgamento foi “técnico e impecável”. Ele afirmou ter a “consciência tranquila” em relação a sua campanha eleitoral e disse que as acusações eram fruto de “oportunismo misturado com retaliação”.

“O tribunal representa um farol para a independência da magistratura frente ao poder político. Juízes, desde que independentes e sujeitos à lei, são a garantia da liberdade. O TRE preservou a soberania popular e honrou os votos de quase 2 milhões de paranaenses”, disse.

O julgamento terminou à noite, com placar de 5 votos a 2, mas o resultado pela absolvição já era conhecido desde o fim da tarde.

Em seu pronunciamento, Moro agradeceu o apoio dos colegas e pediu “pacificação” entre os Poderes da República.

“No Senado, tenho contado com o apoio de meus pares. O julgamento de hoje é também um alento a eles, pois representa a afirmação de que a oposição política tem o direito de existir, o que é condição para a sobrevivência da própria democracia. É tempo de pacificação institucional e de respeito ao Congresso Nacional”, afirmou.

*Com informações da Agência Senado*

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Após ser absolvido, Moro diz que julgamento no TRE-PR foi “impecável”

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.