Pesquisadores encontraram, escondida nas profundezas do Mar Báltico, na Alemanha, uma megaestrutura construída pelo homem, que remonta à Idade da Pedra, há mais de 10 mil anos.

Modelo 3D de uma pequena seção do stonewall. A escala na parte inferior da imagem mede 50 cm. As pedras, que variam do tamanho de uma bola de tênis à uma de futebol, formam o muro de aproximadamente 1 km de comprimento são claramente reconhecíveis - Foto: Divulgação/CAU Kiel University/Philipp Hoy, University of Rostock / model: Jens Auer, LAKD M-V
Modelo 3D de uma pequena seção do stonewall. A escala na parte inferior da imagem mede 50 cm. As pedras, que variam do tamanho de uma bola de tênis à uma de futebol, formam o muro de aproximadamente 1 km de comprimento são claramente reconhecíveis – Foto: Divulgação/CAU Kiel University/Philipp Hoy, University of Rostock / model: Jens Auer, LAKD M-V

A estrutura, um muro com extensão de quase um quilômetro, foi localizada na baía de Mecklenburg, a 21 metros de profundidade. Segundo os pesquisadores, o muro parece ter sido construído deliberadamente, para algum propósito, milhares de anos antes de ser engolido pelo mar.

Os pesquisadores batizaram a estrutura de Blinkerwall. A descoberta foi publicada na revista oficial da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, na segunda-feira (12).

A equipe de pesquisa alemã liderada pelo geofísico Jacob Geersen, da Universidade de Kiel, acredita que a estrutura tenha sido construída há 10 mil anos, para auxiliar nos esforços de caça dos povos caçadores-coletores que habitaram a região durante o período paleolítico.

“O local representa uma das mais antigas estruturas de caça feitas pelo homem já documentadas na Terra e está entre as maiores estruturas conhecidas da Idade da Pedra na Europa”, escrevem os cientistas no artigo.

Modelo 3D de uma pequena seção do stonewall. A escala na parte inferior da imagem mede 50 cm. As pedras do tamanho de um tênis a futebol que formam o muro de aproximadamente 1 km de comprimento são claramente reconhecíveis - Foto: Divulgação/CAU Kiel University/Philipp Hoy, University of Rostock / model: Jens Auer, LAKD M-V
Dados batimétricos de alta resolução registrados por um veículo submarino autônomo, revelando a estrutura detalhada do muro de pedra. A imagem inferior mostra como a orientação da parede muda na posição da pedra maior e não móvel – Foto: Divulgação/CAU Kiel University/© Jacob Geersen, IOW

Geersen e sua equipe encontraram o Blinkerwall usando imagens hidroacústicas de alta resolução, um veículo subaquático autônomo e mergulhadores humanos para explorar a baía e mapear a extensão da estrutura.

Os dados recolhidos revelaram uma longa extensão de cerca de 1.670 pedras individuais, abrangendo cerca de 971 metros. Essas pedras tendiam a ter menos de um metro de altura e menos de 2 metros de largura, posicionadas lado a lado ao longo do comprimento da estrutura.

PARA CONDUZIR REBANHOS

Com base nas informações disponíveis, a possibilidade mais plausível é de que o Blinkwall foi construído e usado como uma solução arquitetônica para as atividades de caça, visando auxiliar na condução de rebanhos de renas ou bisões.

Centenas de estruturas colossais de pedra semelhantes já foram encontradas, espalhadas desde os campos de lava do deserto da Arábia Saudita até a Ásia Central. Os cientistas acreditam que essas estruturas também eram usadas para conduzir rebanhos de animais, tornando-os mais fáceis de caçar.

Reconstrução gráfica do paredão de pedra como estrutura de caça em uma paisagem glacial tardia / início do Holoceno - baseada em dados batimétricos multifeixe e no modelo 3D subaquático - Foto: Divulgação/CAU Kiel University/ © Michal Grabowski
Reconstrução gráfica do paredão de pedra como estrutura de caça em uma paisagem glacial tardia / início do Holoceno – baseada em dados batimétricos multifeixe e no modelo 3D subaquático – Foto: Divulgação/CAU Kiel University/ © Michal Grabowski

Embora a datação de tais estruturas seja um desafio, os investigadores acreditam que o Blinkerwall foi construído há mais de 10.000 anos, e submerso no Mar Báltico há cerca de 8.500 anos.

“A data sugerida e a função do Blinkerwall tornam a estrutura uma descoberta emocionante, não apenas devido à sua idade, mas também devido ao potencial para a compreensão dos padrões de subsistência das primeiras comunidades de caçadores-coletores”, escrevem os pesquisadores.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Muro de pedra erguido há 10 mil anos é encontrado submerso no Mar Báltico

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.