Tcheco foi dispensado do Rio Branco. (Geraldo Bubniak/AGB)

Depois da paralisação do Campeonato Paranaense por tempo indeterminado devido à pandemia do covid-19, o novo coronavírus, o Rio Branco encerrou os contratos dos jogadores e da comissão técnica, entre eles o técnico Tcheco.

O objetivo do clube é reduzir os gastos pela indefinição de quando será disputada as quartas de final. Rio Branco e Cianorte são os únicos times na disputa do mata-mata do Campeonato Paranaense que não possuem calendário após o estadual. Por isso, os jogadores do time de Paranaguá tinham contratos somente até o final de abril.

Quando o estadual voltar, o Rio Branco pretende contar com alguns jogadores novamente, em novo contrato, mas sem a presença do técnico Tcheco. A equipe seria comandada pelo coordenador técnico Amauri Knevitz.

“O que a gente ficou sabendo da direção é que vão encerrar o contrato dos atletas porque não tem condição de manter o clube sem atividade. Caso volte, eles fariam o contrato normalmente com alguns atletas para encerrar o contrato, mas voltaria com o Amauri, técnico do sub-20, para o jogo com o FC Cascavel”, declarou o técnico Tcheco, em entrevista à Banda B.

O Rio Branco terminou a fase de classificação do Campeonato Paranaense e vai enfrentar o FC Cascavel nas quartas de final. Com a classificação, o Leão da Estradinha já garantiu a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2021 e segue na disputa por uma vaga na próxima edição da Copa do Brasil.