Pecuarista Mauro Janene foi condenado a 11 anos de prisão – Reprodução aRede

O pecuarista Mauro Janene Costa, de 51 anos, foi condenado a 11 anos de prisão pela morte da professora e jornalista Maria Estela Pacheco, em 2000, na cidade de Londrina. O julgamento foi realizado nesta quinta-feira (22), no Tribunal do Júri de Ponta Grossa, a pedido da defesa, que solicitou o desaforamento para garantir a segurança do réu e evitar perturbação da ordem pública. As informações são do Portal aRede

O julgamento começou pouco antes das 9h e terminou após a meia noite – foram cerca de 15 horas com o depoimento de quatro testemunhas e do próprio acusado. Ele negou ter cometido o crime, reforçou que os dois estavam embriagados e brincando na sacada de seu apartamento quando Estela se desequilibrou e caiu do 12º andar do prédio. O júri, composto por sete mulheres, entendeu que ele era o culpado pela morte da professora.

A defesa de Janene não se manifestou sobre a decisão do júri e ainda pode recorrer da decisão. O réu deixou o Fórum de Ponta Grossa sem falar com a imprensa. Ele ainda pode aguardar os recursos em liberdade.

O caso

O crime ocorreu em 14 de outubro de 2000, há quase 18 anos. Estela tinha 35 anos à época e foi encontrada morta no pátio do prédio em que Janene morava, na área central de Londrina. O laudo aponta que a professora já estava morta pelo menos uma hora antes da queda e que ela teve o corpo jogado da sacada.

Notícia Relacionada: