A Secretaria de Saúde divulgou atualização dos números da dengue no Paraná nesta terça-feira (2). O total de casos confirmados da doença subiu cerca de 199 mil, com a inclusão de 18.650 novos casos registrados nos últimos 15 dias. Há casos em 343 municípios do Paraná, sendo que 237 estão em epidemia.

Foto: AEN

O período de monitoramento da dengue tem início em julho e pela curva epidêmica, a partir do mês atual, a tendência é de queda de casos. Por esse motivo, desde o último boletim publicado, em 19 de maio, a periodicidade do documento voltará a ser quinzenal, como já ocorreu em anos anteriores.

Após a notificação de cada caso, as equipes de vigilância epidemiológica dos municípios desenvolvem a investigação da situação.

Os casos novos entraram na contabilização de confirmações também das semanas anteriores. “Como investigamos caso a caso, é possível que um município tenha encerrado agora um caso de dois meses atrás e nos informado agora. Embora o número de registros positivos para a dengue seja alto, olhamos agora para os novos notificados e quantidade de situações em investigações para parâmetro do cenário”, explicou o secretário Beto Preto.

“Nossa tendência é de queda, o que já temos constatado, estudamos isso constantemente e percebemos que os casos estão reduzindo em volume. Mas não baixamos a guarda ainda, temos que avançar no que se refere à prevenção da dengue já pensando no próximo ano”, disse o secretário.

Entre os 332 mil casos notificados, mais de 73 mil já foram descartados, sendo considerados como resultado negativo para a dengue. As notificações de casos reduziram em relação ao último boletim. Há duas semanas, o Paraná tinha 64.315 em investigação e na data de hoje (02) o informe mostra 59.705 casos. A diferença, 4.610 ocorrências, refere-se a casos que foram encerrados com diagnósticos positivos ou negativos.