O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu que não se deve “correr” para produzir a vacina contra a Covid-19. Durante conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, nesta segunda-feira (26/10), o chefe do Executivo reforçou ser demorado o processo de produção de um imunizante e citou o processo mais rápido na produção de uma vacina, contra a caxumba, que durou quatro anos.

 

Foto: Isac Nóbrega/PR

 

Como opção, Bolsonaro sugeriu investir na “cura” com hidroxicloroquina, ivermectina ou nitazoxanida.

 

“O que a gente tem que fazer aqui é não querer correr, não querer atropelar, não querer comprar dessa ou daquela sem nenhuma comprovação ainda. A gente aguarda, para melhor poder falar sobre esse assunto, a publicação disso numa revista científica. Agora, pelo o que tudo indica, todo mundo diz que a vacina que menos demorou até hoje foram quatro anos. Eu não sei por que correr em cima dessa”, disse.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.