Em entrevista coletiva após a derrota do Paraná por 1 x 0 para o Coritiba, Marcelo Oliveira apontou motivos para o resultado negativo de hoje. “Jogar com um time da qualidade do Coritiba, com um jogador a menos, é realmente difícil. Eu dei liberdado ao João Paulo, ao Diego, e acabamos ficando muito pressionados, ainda mais porque eles tinham dois jogadores altos e fortes na área”, explicou o treinador.

Marcelo evitou reclamar muito da arbitragem ou ficar apontando erros demais na equipe. Ele preferiu valorizar seus jogadores, apesar da derrota. “Era um jogo normal, a genta vinha bem, marcávamos bem, tocávamos bem a bola. Mas depois que o Jefferson foi expulso a coisa desandou. Eu acho que hoje em dia os árbitros se preocupam demais com certos lances e deixam passar lances como carrinhos ou outras situações violentas. O lance do Jefferson já tinha acontecido um parecido no primeiro tempo com um jogador do Coritiba. Então eu acho que faltou um pouco de critério na arbitragem”, afirmou.

Sobre a opção por Pará no meio campo Tricolor, o técnico explicou por que tomou essa decisão: “O Pará é um jogador que enta para somar, porque é criativo, toca muito bem a bola, tem boa técnica na bola parada. E a ideia era sair com bastantes jogadores pro ataque”.

Mesmo com 5 pontos de diferença para o Coxa, Marcelo acredita que nem tudo está perdido para o Tricolor. “Acho que ainda pode acontecer muita coisa no campeonato. Esse regulamento é complicado, é estranho. O que a gente ia tentar hoje era, além de manter nossa invencibilidade, também dar uma ajeitada no campeonato, porque regulamento igual esse não tem em lugar nenhum do mundo”. Para ele, o que se tira de bom do jogo de hoje é o espírito de luta da equipe.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Marcelo Oliveira lamenta derrota, mas ressalta espírito de luta

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.