Bento estreou nesta terça-feira (24) contra o River. (Geraldo Bubniak/AGB)

Defender a meta do time profissional é o sonho de qualquer goleiro quando ainda está nas categorias de base do clube. E depois de seis anos esse momento chegou para Bento. Titular do Athletico no empate em 1 a 1 com o River Plate, na Arena, pela Libertadores, o camisa 24 se emocionou com a oportunidade que teve e com o apoio que a torcida torcida rubro-negra lhe deu para a missão na competição internacional.

“Saber que a torcida me abraçou, é um gesto simbólico de acreditar em um ‘piá do Caju’, criado no clube. Foi fundamental ter esse apoio na minha estreia”, disse o goleiro, em entrevista coletiva logo após a partida.

Os vetos de Santos e Jandrei em razão dos testes positivos de Covid-19 fizeram Bento ter que estrear no gol athleticano em um momento inesperado. Para o jogador, uma noite que vai ficar na história.

“Posso dizer que sim, foi a noite mais especial na minha carreira, e vai ficar marcada na minha vida. A oportunidade veio diante do River. Tenho certeza que todo o sacrifício não foi em vão”, afirmou.

Bento tem 21 anos e está nas categorias de base do Athletico desde 2015, quando iniciou a sua trajetória no time sub-15 do Furacão. Antes, o atleta frequentou as escolinhas do Furacão. Bento tem contrato dom o Athletico até o final de 2023.