O técnico Cuca confirmou que o Athletico é favorável à paralisação do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva concedida após a vitória sobre o Palmeiras, em Barueri, o treinador esteve ao lado do diretor André Mazzuco e se solidarizou com os clubes gaúchos. Inicialmente, o presidente Mário Celso Petraglia se mostrou contrário à suspensão, mas colocou as instalações do Rubro-Negro à disposição de Grêmio, Internacional e Juventude.

Os times que estão acumulando jogos para frente, o que vai acontecer com eles? Eles vão chegar e jogar sem treino? Vai estourar jogador. Essa sequência maluca que estão propondo, não permite isonomia, igualdade no campeonato. Na minha opinião, temos que ser justos, temos que parar“, disse Cuca. “Eu sempre tento me colocar no lugar das pessoas. Penso se eu tivesse algum familiar lá, como estaria minha cabeça. Temos que pensar nisso”, continuou o técnico do Athletico.

Nos últimos dias, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) enviou um ofício aos clubes questionando se são favoráveis ou não à paralisação das respectivas competições em virtude das enchentes que atingem o Rio Grande do Sul. Além das ações solidárias que visam ajudar o estado, a entidade adiou os jogos que envolvem as equipes gaúchas nas quatro divisões nacionais até o dia 27 de maio.

A atuação do Athletico

Cuca também comemorou a vitória do Athletico diante do Palmeiras. Em uma de suas melhores atuações da temporada, o Furacão conquistou o primeiro triunfo fora de casa neste Brasileirão e garantiu a liderança por mais uma rodada. “Vitória maiúscula, gigante, contra uma das três melhores equipes do Brasil. Viemos com nossa proposta e conseguimos executar. Nos últimos seios jogos, jogamos cinco fora de casa, com viagens internacionais, o que pesa muito. Elaboramos um tipo de jogo que tentasse tirar a velocidade do Palmeiras, mas sem abdicar de jogar”, analisou.

Em Barueri, o Athletico superou várias dificuldades para sair com a vitória. Bento defendeu o pênalti de Raphael Veiga quando o jogo ainda estava 0x0, enquanto no segundo tempo, o Rubro-Negro precisou jogar com um a menos depois que Esquivel foi expulso. Para Cuca, o Furacão soube contornar os momentos de adversidade e anular as principais forças do Palmeiras.

“No primeiro tempo, em várias oportunidades pecamos em não fazer o gol. Sofremos o pênalti quando estávamos melhores em campo. No segundo, também éramos melhores até a expulsão. E depois o importante era não tomar o gol. Fechamos bem os lados e só levamos sufoco no final, com as bolas cruzadas”, concluiu o treinador do Athletico.

Cuca, técnico do Athletico.
Técnico analisou a grande vitória em Barueri. Foto: José Tramontin/athletico.com.br

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Cuca confirma apoio do Athletico à paralisação do Brasileiro

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.