Depois da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ter aprovado a vistoria realizada no Estádio Couto Pereira, na última sexta-feira (5), e a documentação ter sido levada ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na tarde desta quinta-feira (11), só faltava a análise do presidente do STJD, Virgílio da Costa Val, para a liberação do estádio.

Mas ele não despachou os documentos com o pedido de liberação do Couto Pereira. Virgílio avisou que só vai analisar a documentação depois do carnaval. O estádio alviverde está interditado desde o dia 06 de dezembro do ano passado, devido aos atos de violência que aconteceram na última rodada do Campeonato Brasileiro. No primeiro julgamento o Coritiba foi punido em R$ 630 mil e 30 mandos de campo.

O Coxa espera pelo julgamento do recurso, sem data prevista, quando o advogado José Mauro do Couto Filho tentará mudar a punição pedindo que o clube seja julgado pelo novo código de Justiça Desportiva, para diminuir a punição de trinta jogos para dez sem mando de campo, e a redução da multa de R$ 630 mil para R$ 210 mil.

Com o adiamento, fica a dúvida se haverá tempo do time do Alto da Glória enfrentar o Paraná, no dia 21, dentro deu estádio.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

STJD só analisa liberação do Couto depois do Carnaval

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.