(Arquivo/Banda B)
O presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Hélio Cury, afirmou que acredita no retorno dos campeonatos estaduais porque não haverá ‘logística possível’ para o início do Campeonato Brasileiro logo apósm o fim da quarentena. Devido às particularidades de cada estado nas medidas adotadas ao combate do novo coronavírus, o representante da FPF que o melhor caminho é o retorno dos torneios regionais.
“É lógico que a decisão [de retornar] é dos órgãos responsáveis e do Ministério da Saúde, mas colocamos da seguinte maneira: a CBF terá um grande ‘gancho’ para a continuidade dos estaduais, porque não há logística possível e segura para viagens dos clubes de um estado para o outro enquanto a situação não for normalizada em todo o país”, analisou Cury, em entrevista à Banda B.
O presidente também voltou a descartar uma sede única para disputa do Paranaense, caso ele ainda retorne na temporada 2020. “Conversei com os clubes e todos eles concordam que o Paranaense deve continuar a ser jogado sem alterações de sedes ou de regulamento”.

Recesso

Federação Paranaense de Futebol (FPF), que voltou de férias no último dia 12 de abril, decidiu por entrar em recesso por, no máximo, 60 dias. Sem uma previsão de retorno às atividades, devido à quarentena do novo coronavírus, o órgão divulgou a decisão em seu site oficial da FPF, na última terça-feira (14).

O Campeonato Paranaense, organizado pela FPF, foi encerrado na última rodada da primeira fase, ainda no mês de março. Mesmo com os oito classificados definidos para as quartas de final, a Federação ainda não sabe poderá retomar a competição.

Com a indefinição e a falta de datas para a disputa do Estadual, muitos clubes defendem e término do campeonato – com o título sendo entregue ao Coritiba, com a melhor campanha da primeira fase.

Já o presidente da Federação Paranaense, Hélio Cury, defende que o título seja decidido ‘dentro das quatro linhas’.