Com a liberação total do trânsito na Linha Verde, em Curitiba, o prefeito Rafael Greca informou neste domingo (9) que espera a ampliação da linha Ligeirão Fagundes Varela/Pinheirinho até o mês de dezembro. Atualmente, o biarticulado conta com nove pontos de parada, mas vai ganhar mais cinco.

image-25
Foto: Hully Paiva/SMCS

Segundo a Secretaria Municipal de Obras Públicas, as estações-tubo Solar e Atuba estão sendo implantadas pela empresa Conex. A primeira tem conclusão prevista para julho e a segunda para novembro. Estão previstas também as estações Jardim Botânico, UFPR e Avenida das Torres (Erasto Gaertner), que tem execução pela empresa Dang.

Há ainda a expectativa de conclusão do Complexo do Tarumã, previsto também para o segundo semestre.

“Depois da Linha Verde, vêm os ônibus biarticulados, se possível no futuro elétricos, do Tatuquara até o Pinheirinho, do Pinheirinho ao Terminal Solar, passando por todas as estações-tubo, e até Colombo. E isso deve acontecer ainda esse ano, porque não podíamos fazer todas as coisas ao mesmo tempo. Não dava para construir estações-tubo e, ao mesmo tempo, passar com material pesado para construir uma trincheira”, disse o prefeito.

Primeira linha a ligar o Pinheirinho ao Bairro Alto pela Linha Verde, o Ligeirão Fagundes Varela/Pinheirinho foi inaugurado em 2021 e transporta 8 mil pessoas por dia. Com a ampliação, a expectativa é que esse número passe a 20 mil passageiros/dia.

O presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs), Ogeny Pedro Maia Neto, diz que liberação do trânsito e das estações-tubo levarão a cidade a outro patamar.

“Vão facilitar não apenas a vida de quem mora em Curitiba, mas também da população da região metropolitana, com as várias integrações do sistema”, afirmou.

Nova linha

Além da ampliação do Ligeirão, Curitiba vai ganhar uma nova linha de ônibus. Com a implantação da estação-tubo Atuba, prevista para novembro, será colocada em operação a nova linha Atuba/Santa Cândida. Com 6 quilômetros, a rota vai ligar o Terminal Santa Cândida à estação-tubo Atuba pela Rua Mascarenhas de Moraes. A expectativa é que a linha transporte 9 mil pessoas em dias úteis, permitindo a integração também com linhas que vêm de Quatro Barras, Colombo e Campina Grande do Sul.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Com liberação do trânsito na Linha Verde, Greca quer linha biarticulada ampliada até o fim do ano

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.