O personal trainer Bruno Fidelis foi detido em Caldas Novas (GO) após ser acusado de assédio sexual por uma aluna. Ele já foi liberado. O profissional teria apalpado seios de aluna durante treino.

Fidelis confessou ter tocado a aluna, mas negou à Polícia Civil que tinha interesse sexual nela. Na terça-feira (21), ele foi preso preventivamente por importunação sexual. A vítima também foi ouvida pela polícia.

Personal trainer acusado de tocar seio de aluna é detido em Goiás
O personal Bruno Fidelis – Foto: Reprodução

Prints de conversas por aplicativo desmentem a versão do professor. Nas mensagens, Fidelis afirma que “achou que estava sendo correspondido” e pede desculpas à vítima. “Te paguei para me treinar, não para passar a mão em mim”, ela responde.

Em nota, a defesa de Fidelis afirma que a Justiça de Goiás liberou o personal trainer da cadeia, após constatar que “não há motivos que justifiquem o decreto [de prisão] preventivo”.

“Informamos que as informações levantadas são embrionárias e que qualquer julgamento neste momento ofende o princípio da presunção de inocência. Os fatos devem ser apurados sob o crivo do contraditório e ampla defesa em juízo”, escreveu.

A reportagem tentou o contato da Polícia Militar de Goiás, mas não teve retorno. A reportagem não pôde conversar com a vítima, visto que sua identidade não foi revelada.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Personal trainer acusado de tocar seio de aluna é detido em Goiás

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.