Uma mulher, de 35 anos, foi morta a tiros na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), na tarde deste domingo (14). O principal suspeito de cometer o crime é o ex-marido da vítima.

mulher assassinada na cic
Foto: Cristiano Vaz – Banda B

De acordo com o apurado pela Banda B, a mulher foi baleada durante uma discussão dentro de casa. Vizinhos a colocaram em um carro e seguiram em busca de socorro.

A sargento Forbeci, do Corpo de Bombeiros, contou que, quando os socorristas encontraram a vítima, ela já estava bastante debilitada.

“Chegamos no local, não era o local do crime. O pessoal tirou ela de casa e levou de carro, provavelmente estavam levando ela para o hospital e pararam no meio do caminho. A gente tirou ela do carro, colocou na ambulância e já deslocamento para encontrar com o médico. Encontramos com o médico no meio do caminho, mas infelizmente ela veio a óbito dentro da ambulância”, detalhou.

A mulher levou dois tiros, sendo um no tórax e outro no abdômen.

“Infelizmente o tiro que entrou no tórax transpassou. O projétil estava no meio das costas, não chegou a sair, mas ter feito todo o caminho por dentro e deve ter pego coração também. Infelizmente não tinha o que a gente fazer”, disse a sargento.

Testemunhas relataram que o ex-marido, autor dos disparos, fugiu em uma caminhonete. Até a publicação desta reportagem ele não havia sido encontrado.

A sargento lamentou que mais um feminicídio tenha ocorrido e reforçou o alerta para que as mulheres peçam ajuda.

“É muito triste. Hoje em dia no mundo em que a gente vive, que parece que está tão evoluído em relação a isso (feminicídio). A gente está tentando buscar a diminuição nesse tipo de crime, com as mulheres buscando ajuda e não deixando isso acontecer. É lógico que a gente não sabe a situação exata dela, mas muitas vezes já existem indícios. É imprescindível buscar ajuda”, finalizou.

A Polícia Civil investiga o caso.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Mulher é morta a tiros na CIC; principal suspeito de cometer o crime é o ex-marido da vítima

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.