Durante sua prisão, o suspeito não esboçou reação e preferiu permanecer calado. Foto: PC

 

Arma do crime. Foto: Polícia Civil

Um homicídio que provocou a morte de John William Lopes Scherruth, 19 anos, assassinado com um tiro no pescoço, foi esclarecido pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Curitiba, na última semana, após a prisão do suspeito do crime. Um rapaz, de 23 anos, foi detido através de um mandado de prisão temporária – válida por 30 dias – na tarde de quinta-feira (31), no momento em que chegava em casa, na rua Padre Agostinho, bairro Mercês.

Um mandado de busca e apreensão domiciliar também foi cumprido na residência do investigado. Foram apreendidos um revólver calibre 38, uma porção de maconha, além de papéis plásticos para embalar entorpecentes.

O jovem é suspeito de um homicídio ocorrido no dia 16 de junho deste ano, também no bairro Mercês. De acordo com investigações, Scherruth foi morto com um tiro no pescoço após uma suposta discussão com suspeito, depois de um desentendimento referente a dívidas de drogas.

Durante sua prisão, o suspeito não esboçou reação e preferiu permanecer calado. Além de responder pelo crime de homicídio, o Santos responderá pelos delitos de posse de arma de fogo e tráfico de drogas.

“Qualquer informação que possa auxiliar à DHPP na elucidação de crimes contra a vida deve ser feita através do disk denúncia no telefone 0800 643 1121. O sigilo é garantido”, enfatiza a delegada da 1ª Delegacia de Homicídios (DH), Sabrina Barreiros.