A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na quinta-feira (18) um homem suspeito de estupro e cárcere privado contra uma jovem que passava férias no Rio de Janeiro.

Lucas José Dib, 35, foi preso na casa dele em Botafogo, na zona sul do Rio. A reportagem não conseguiu contato com a defesa.

O caso aconteceu no início de abril, segundo a polícia. Em férias no Rio de Janeiro, a jovem de São Paulo disse que conheceu Dib por meio de um aplicativo de relacionamento. Afirmou que eles foram a um bar e depois ao apartamento do homem e que até aquele momento a interação era consensual.

Lucas José Dib
Polícia diz que vítima ficou presa mais de um dia e que suspeito a obrigou a ingerir drogas – Foto: Reprodução

A polícia afirma que, já no apartamento, “o suspeito teria modificado o comportamento e exposto um lado sádico, submetendo-a a crueldades sexuais, sem consentimento”.

A investigação aponta que a jovem teria sido violentada fisica e psicologicamente, além de ter sido obrigada a usar drogas. A permanência dela na casa do suspeito durou mais de um dia.

Dib atualmente trabalha no Cebri (Centro Brasileiro de Relações Internacionais).

Segundo a 10ª DP (Botafogo), a jovem só conseguiu sair do apartamento após a chegada de um amigo, a quem havia enviado a localização por mensagem de celular. Eles foram a um hospital particular após fugirem do local, mas polícia não disse como se deu a fuga. O caso foi denunciado pela vítima em uma delegacia da mulher.

“Na casa do suspeito, nesta quinta, foram apreendidos objetos sexuais, além de um aparelho de DJ, que, segundo os depoimentos, era usado para tocar música alta, evitando que os pedidos de socorro da vítima fossem ouvidos”, disse a polícia, em nota.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Homem é preso suspeito de estuprar e manter turista em cárcere durante 18 horas no Rio

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.