Por Elizangela Jubanski e Djalma Malaquias

tatuquara-grandeMãe sumiu e não foi encontrada para prestar esclarecimentos sobre possíveis autores. Foto: DB/Banda B

Uma garota com cerca de 20 anos, que morava com a mãe dentro de uma caçamba de caminhão, foi encontrada morta na manhã deste sábado (22) no bairro Tatuquara, em Curitiba. Identificada apenas como Bruna, a vítima está completamente desfigurada e, possivelmente, foi morta a pedradas. A mãe não foi mais vista e o autor do crime está foragido. A motivação também é desconhecida.

O crime acontece na Rua Doutor João Kracik Neto, no Conjunto Palmeira, e deixou os moradores assustados com a cena. A jovem morava na rua, era usuária de drogas e vivia em condições sub-humanas. “As duas moram na rua faz tempo, são usuários de drogas. Ninguém sabe o que aconteceu, foi pelo jeito a pedradas o crime. A mãe não está aqui, deve ter fugido de medo”, disse um morador da região.

tatuquara-dentroCães que viviam com elas latiram bastante durante os trabalhos da polícia. Foto: DB/Banda B

De acordo com outra moradora, que pediu para não ser identificada, a jovem pedia cigarro aos vizinhos todos os dias e, recentemente, teve roupas e poucos objetos queimados. “Colocaram fogo aqui nas coisas dela, não faz muito tempo. Ajudamos dando cobertos e alimentos. Ela tinha uns ataques, às vezes víamos a mãe dela a segurando pelo braço quando tinha esses ataques”, descreveu.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local. “Ela está desfigurada, tem bastante sangue na região da cabeça, moradores disseram que ela era usuária, morava na rua, uma situação deprimente. Nenhum ser humano merece viver nessas condições”, disse cabo Fábio, em entrevista à Banda B.

Durante os trabalhos da perícia, a mãe não retornou para dar esclarecimentos. Dois cães que viviam com a garota e a mãe caminham sobre o corpo e latem bastante. O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e a DHPP segue com as investigações.