O funcionário de uma escola de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, admitiu à polícia ter oferecido dinheiro para uma adolescente de 16 anos se encontrar com ele. O caso de assédio aconteceu na noite desta quarta-feira (28) e o homem, de 61 anos, foi encaminhado à delegacia.

image-16-5
Delegacia de Fazenda Rio Grande (Foto: Divulgação Polícia Civil)

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima conta que a primeira ‘investida’ aconteceu ainda na matrícula. Na noite de quarta-feira, a vítima foi orientada a ir até a sala do funcionário. Lá, ele entregou um papel com o número de telefone dele escrito, bem como ofereceu dinheiro para que ela fosse de Uber até ele.

Sem saber o que fazer, a adolescente procurou o irmão, que acionou a PM. Na escola, os policiais assistiram imagens das câmeras de segurança, que seriam forte indício para o ocorrido.

Nas gravações, que não foram divulgadas, seria possível ver o momento em que a adolescente se apresenta à secretaria da escola, bem como a entrega de um “pequeno papel” de sua carteira.

“A menor parece não entender do que se trata e então sai do local”, descreve o boletim de ocorrência.

Questionado pelos policiais, o funcionário afirmou que teria entendido a situação errado e que achava que a vítima de alguma forma estaria “dando mole” para ele. O funcionário confirmou ter oferecido dinheiro e que o papel continha seu número de telefone.

O caso foi repassado à Delegacia de Fazenda Rio Grande, com o acompanhamento do Conselho Tutelar.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Funcionário de 61 anos admite que ofereceu dinheiro para encontrar aluna de escola e diz que ela estava ‘dando mole’

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.