Cobrador foi socorrido ao Hospital do Trabalhador (Foto: Daniela Sevieri – Banda B)

 

Um cobrador de ônibus de 25 anos, da linha Gramados,morreu na noite desta sexta-feira (1) depois de levar dois tiros na cabeça na Rua Bortolo Gusso, no bairro Capão Raso, em Curitiba, dentro do coletivo. A princípio o caso foi tratado como um assalto, mas isso já foi descartado.

A vítima foi socorrida com vida ao Hospital do Trabalhador (HT), porém acabou não resistindo aos ferimentos, de acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores (Sindimoc). O cabo Emérson, do Siate do Corpo de Bombeiros, falou à Banda B sobre o atendimento ao cobrador. “Fomos acionados por disparos de arma de fogo. Ele estava sentado no banco do cobrador e levou dois tiros em crânio. Conversamos com o motorista que negou que tenha sido um assalto. O atirador entrou e disse que não queria nada com ninguém, apenas com o cobrador. O estado dele é muito grave”, descreveu o socorrista, antes da morte do cobrador ser confirmada.

Nenhum pertence de passageiros foi levado. Após cometer o crime, o atirador fugiu em disparada.

Logo após o assalto, o Sindimoc enviou uma nota sobre o caso:

Um cobrador acaba de levar dois tiros na cabeça. Só pra lembrar, A URBS E A PREFEITURA DE CURITIBA AINDA NÃO FIZERAM NADA PARA INSTALAR FILMADORAS NOS ÔNIBUS. Seguem com “cara de paisagem”, como se o problema não fosse com eles. Comec já está estudando o sistema em cinco veículos, em caráter experimental.