Com a confirmação de cinco casos de coronavírus em Curitiba, o prefeito Rafael Greca adiantou seu retorno à capital para esta quinta-feira (12), vindo de Florianópolis, onde participou da 77ª Reunião Geral de Prefeitos. Segundo Greca, é importante neste momento tomar novas medidas que barrem ainda mais o avanço do vírus e que tranquilizem a população.

“Estamos tomando novas medidas que são mais uma engenharia contra o pânico”, disse o prefeito.

Foto: Pedro Ribas/SMCS

Ele ressaltou que desde o início do surto mundial a capital vem se preparando para enfrentar o vírus. “A informação é o primeiro passo para derrotar o corona. Nossa rede está preparada, tanto para ações de contenção quanto para tratamento das pessoas que vierem a ficar doentes. Nenhum curitibano está sozinho contra o vírus.”

Mais agilidade

O prefeito determinou a publicação de um decreto municipal, que, valendo-se da legislação federal vigente, agilize eventuais despesas de emergência que vierem a ser necessárias por conta do coronavírus.

Rede robusta

A rede de saúde da capital destacou 30 leitos de UTI para o caso de haver necessidade de atendimento de pacientes de corona – a rede tem um total de outros 324 leitos de UTI. Além desses, há 57 leitos de isolamento e 150 leitos de enfermaria que também poderão ser usados para pacientes de coronavírus.

Os cinco casos confirmados em Curitiba são todos leves e, por isso, estão sendo tratados na casa dos pacientes. Na média mundial, cerca de 90% dos casos de corona são considerados leves. O restante divide-se em moderados (que podem necessitar de internamento) e graves (que necessitam).

Onde buscar informação

O prefeito reforçou que as pessoas que tiverem sintomas podem entrar em contato com o telefone 192 (do Samu) e a partir desta sexta-feira também pelo 156, que passará a prestar informações sobre a doença.

“O Curitiba App já traz o excelente aplicativo para o coronavírus que o Ministério da Saúde providenciou”, destacou Greca, sobre o aplicativo de serviços da cidade (que pode ser baixado nas versões iOS e Android).

Pessoas sem sintomas não devem procurar os postos de saúde por causa da doença, o que aumentaria a chance de eventuais contágios.