MÔNICA BERGAMO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A diretoria do Instituto Butantan, que coordena os testes da vacina chinesa contra o novo coronavírus no Brasil, foi interditada por sete dias por causa de casos confirmados de Covid-19.

Pelo menos três funcionários da diretoria e o motorista do diretor da instituição, Dimas Covas, testaram positivo.

O próprio Covas, e outros diretores, estão fazendo exames para descobrir se foram infectados.

​Todos estão trabalhando de casa, em esquema de home office.

O Butantan fez uma parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac para fazer, no Brasil, a terceira etapa dos testes que vão verificar a segurança e a eficácia da vacina contra o novo coronavírus.

Cerca de 9 mil profissionais de saúde já receberam a primeira dose do imunizante. Os resultados devem sair até o fim do ano.