A secretaria de saúde do Rio de Janeiro investiga o caso de uma mulher de 39 anos que pode ter sido infectada duas vezes pelo coronavírus. Ela recebeu um novo diagnóstico positivo três meses depois de ter testado pela primeira vez.

 

 

A paciente é moradora de Volta Redonda e trabalha na capital fluminense e em Angra dos Reis. Ela teve contato com o vírus em maio e, segundo o governo, em agosto voltou a sentir os sintomas da doença.

A pasta informou que notificações de casos de reinfecção são incomuns e, por se tratar de uma doença nova, “ainda está sendo estudada pelos especialistas a possibilidade de reinfecção por Covid-19”. Exames genômicos precisarão ser realizados para confirmar se, de fato, ela adquiriu o vírus uma segunda vez.

Para ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.