Da Redação

(Foto: Divulgação – EBC/Montagem Banda B)

O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, previsto para 3 de maio, será adiado para o dia 10 pelo juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (24).

De acordo com a reportagem, a polícia argumentou que precisaria de mais tempo para organizar a segurança do local e que o feriado de 1º de maio, Dia do Trabalho, tornaria a operação ainda mais difícil.

Movimentos contra e a favor do ex-presidente já se preparavam para a vinda dele à capital. De um lado, militantes ligados ao Partido dos Trabalhadores (PT) mobilizam caravanas de todo o país para um ato de apoio a Lula. De outro, estão os manifestantes que participaram diretamente dos pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff, que agora querem a prisão do ex-presidente.

O depoimento de Lula abordará o episódio do tríplex em Guarujá, no litoral de São Paulo, em que ele é acusado de ter recebido vantagens da empreiteira OAS.