A Polícia Militar do Paraná (PM-PR) começou a testar o uso de câmeras corporais em atividades dos policiais nas ruas em oito cidades paranaenses. O teste operacional com 300 equipamentos começou nesta segunda-feira (8), mas a informação só foi divulgada pela corporação nesta terça-feira (9).

polícia militar
Foto: Divulgação PM

Por meio de nota, a PM informou que as câmeras estão sendo usadas no serviço operacional, em atividades com maior interação com a população. Os equipamentos estão sendo testados em Curitiba, Cascavel, Maringá, Londrina, Ponta Grossa, São José dos Pinhais, Colombo e Paranaguá.

Conforme a corporação, os investimentos do Governo do Paraná no serviço são de R$ 84 mil mensais, totalizando o valor anual de pouco mais de R$ 1 milhão. Cada câmera corporal possui autonomia de 12 horas contínuas de gravação, produzindo imagens a uma resolução de 720p.

“As câmeras iniciam o processo de gravação imediatamente após serem removidas da estação de
armazenamento e carregamento, no início do serviço da equipe policial, restando ao operador
apenas o acionamento do botão frontal de áudio em ocorrências ou quaisquer situações de interesse público”, diz a nota.

Os arquivos produzidos são exportados para um software de gestão em nuvem, gerando os registros
de maneira automática no momento em que o dispositivo é colocado na base de carregamento, não
havendo nenhuma atuação do policial militar no funcionamento do equipamento, com a plena preservação das imagens registradas, para utilização nos termos previstos em lei.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Polícia Militar começa a testar 300 câmeras corporais em oito cidades do Paraná

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.