O diretor do Museu Nacional, Alexander Kellner, afirmou à Folha que o museu vai reabrir ao público em 2026.

museu nacional (1)
Foto: UFRJ

“Esse ano foi difícil mas muito feliz, tivemos muito trabalho sendo realizado”, disse, referindo-se a reforma do palácio que abrigava um acervo histórico e científico com cerca de 20 milhões de itens, destruído em 2018 por um incêndio.

Segundo Kellner, as obras entram agora em uma nova fase, depois da aprovação, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do projeto de reforma da área interna do edifício histórico, que inclui os telhados, pisos e lajes.

Em novembro, foi confirmada a nova verba de R$ 90 milhões destinada a reforma do Museu, a ser captada via Lei Rouanet por empresas que em troca terão incentivos fiscais.

“O Museu já fez tudo o que tinha que fazer e estamos aguardando os recursos. Pedimos audiência com a Alerj que nos prometeu, em 2019, R$20 milhões, que ainda não entraram”, disse.

Após uma visita do presidente Luis Inácio Lula da Silva ao Museu, o Governo Federal também anunciou uma nova linha orçamentária destinada a manutenção do edifício e seu acervo, na faixa de R$ 13,5 milhões, que ainda não está ativa.

Em 2026, o Museu Nacional deve reabrir com cerca de 50 a 60% de sua área total disponível para o público, com 3.000m² de área expositiva, 500m² de área educativa e com a infraestrutura necessária para receber os visitantes.

Ainda em setembro de 2024, uma pequena área deve ser reaberta ao público, que poderá visitar a sala do meteorito e a escadaria monumental.

“Não existe boato para dizer que o museu não vai abrir em 2026. O Museu vai abrir em 2026”, afirma o diretor.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Museu Nacional terá R$ 90 milhões via Lei Rouanet e reabrirá as portas em 2026

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.