O motorista de ônibus do transporte coletivo de Curitiba e região metropolitana, Lincoln Robson Dezenciol, de 46 anos, morreu no fim de semana em decorrência de complicações da Covid-19. Por meio de nota, a Auto Viação São José lamentou a morte do colaborador, que era portador de diabetes.

(Foto: Reprodução Facebook)

 

“Desde 16 de abril ele estava trabalhando em redução de jornada de 50% e, desde meados de maio, vinha exercendo sua função apenas no sistema urbano de São José dos Pinhais. Em 19 de junho, após sentir-se mal, fez o teste para o coronavírus em uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), com resultado negativo. Foi liberado para ficar em casa, em isolamento. Em 24 de junho, após sentir falta de ar, realizou novo teste, dessa vez com resultado positivo, e foi internado no Hospital do Rocio. Seu quadro piorou nos últimos dias e ele veio a falecer em 5 de julho. Ele tinha diabetes como comorbidade”, diz a nota enviada pela empresa.

Ainda de acordo com a Auto Viação São José, dois funcionários que trabalharam com Dezenciol estão sendo acompanhados desde 19 de junho, sem apresentar qualquer sintoma.

Sindicato lamenta

Segundo Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba (Sindimoc), “Lincoln era filiado do sindicato desde 2005 e fez parte da história recente do Sindimoc. Ele trabalhava na empresa Auto Viação São José dos Pinhais, onde atuava como delegado de base do Sindimoc e também como delegado representante da categoria junto à Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Paraná.”.