Redação

Além dos cinco casos de adolescentes entre 13 e 17 anos que tentaram o suicídio na madrugada desta terça-feira (18), outros dois se automutilaram durante à tarde e também estão recebendo orientação de profissionais. Um deles está internado em um Centro de Atenção Psicosocial (CAPs) e outro na rede privada de saúde. A suspeita também sobrecai no jogo online ‘Baleia Azul’. A Polícia Civil também investiga esses dois casos, somados ao longo do dia.

Nos casos de tentativa de suicídio, os cinco adolescentes fizeram a ingestão de remédios e também a automutilação. Já nos casos registrados à tarde, os adolescentes se cortaram, mas não ingeriram medicamentos.

Jogo

No “jogo” Baleia Azul, os adolescentes relatam receber mensagens em redes sociais com tarefas a serem cumpridas. Nas conversas, um grupo de organizadores, chamados “curadores”, propõe 50 desafios macabros aos adolescentes, como fazer fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se desenhando baleias com instrumentos afiados no corpo e ficar doente.

O Baleia Azul começou como “fake news” (notícia falsa) divulgada por um veículo de comunicação estatal da Rússia e se espalhou a partir de 2015. Mesmo sendo fake news, a notícia gerou um contágio, principalmente entre os jovens. De acordo com especialistas, o jogo não existia, mas com a grande repercussão da notícia, pode ter passado a existir.

“Orientamos que pais e responsáveis conversem com os adolescentes e fiquem atentos a sinais de isolamento, perda de vínculo familiar e quadros de automutilação”, diz o secretário municipal da Saúde de Curitiba, João Carlos Baracho. De acordo com o Baracho, os postos de saúde são a porta de entrada no sistema para aquelas famílias que precisam de ajuda. Caso seja necessário, o posto pode direcionar para atendimento de saúde mental em Caps ou outro serviço especializado, de acordo com a gravidade do caso.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Mais dois adolescentes de Curitiba se automutilaram à tarde e estão internados em clínicas

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.