A companhia aérea Latam Airlines Brasil foi condenada a indenizar, por danos morais, em R$ 20 mil passageiro com deficiência visual proibido de entrar no avião com seu cão-guia. A decisão de primeira instância é da 16ª Vara Cível de Brasília e ainda cabe recurso.

Foto: Gustavo Moreno/Metrópoles

Spencer Carnicelli, autor da ação, embarcou sozinho em voo que saiu de Brasília para São Paulo em julho de 2022. Segundo ele, no dia da viagem, os documentos exigidos para o check-in do cão-guia foram apresentados normalmente, mas ainda assim impediram o animal de viajar.

O homem passou quatro dias sem o amparo do cão.

Para ler a matéria completa do Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Latam deve indenizar em R$ 20 mil homem que foi proibido de voar com cão-guia

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.