O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. Foto: Geraldo Bubniak/AEN

O secretário da Saúde do Estado do Paraná, Beto Preto, afirmou que vai analisar “dentro de duas e três semanas” a possibilidade de avançar no protocolo e autorizar o retorno do Campeonato Paranaense. A Secretária da Saúde liberou apenas os treinamentos físicos dos clubes profissionais.

“Nós estamos acompanhando tudo que está acontecendo na questão da pandemia do novo coronavírus, ainda não temos uma situação confortável, mas equilibrada. Foi liberado neste momento, dentro de um protocolo proposto pela CBF e FPF, que tem um primeiro módulo de treinamentos e vamos analisar dentro de duas e três semanas se poderemos avançar neste protocolo. Dentro da resposta ao presidente Hélio Cury, os clubes com agenda para o ano inteiro podem avançar”, explicou o secretário, em entrevista durante o programa Balanço Esportivo.

Entretanto, Beto Preto não concordou com a opinião de Hélio Cury, que acredita no retorno do Campeonato Paranaense na metade de junho. “Não dá para prever isso e o próprio presidente Hélio Cury está acompanhando de maneira mais próxima. Estamos acompanhando os números diariamente, aumentando o número de exames em todo o estado. Por isso que ainda não dá para falar o dia do retorno do Campeonato Paranaense e temos tratado isso de maneira sóbria e madura. É bom para nós que as atividades possam retornar. Não teremos nenhum tipo de prurido e vamos tomar uma atitude mais dura se aumentar o número de casos”, comentou.

O secretário ainda acrescentou que pode voltar atrás na decisão se o número de casos da Covid-19 aumentar nas próximas semanas. “Seguindo o protocolo da CBF que foi assinado por um profissional médico. Voltando aos treinos individualizados, com cada jogador separado e não está liberado o coletivo. Se tiver uma curva ascendente nas próximas semanas, nós podemos interromper todas as atividades que já foram liberadas. Nós nunca interrompemos nenhuma atividade e colocamos regra. Aceitamos com algumas orientações essa questão da CBF que é muito razoável, os treinos estão liberados e os atletas voltam a se condicionar. Nesse enfrentamento que estamos colocando a possibilidade de retornar para treinos, mas não para coletivos ou jogos”, disse.

Em relação à volta da torcida nos estádios, Preto confia na presença dos torcedores ainda em 2020. “Portões fechados com certeza nos próximos três ou quatro meses para o que for existir e com restrição total. A liberação apenas para as transmissões de rádio e televisão.”, falou.