Alemão, técnico do Londrina. (Gustavo Oliveira/Londrina)

O Londrina já começa a pensar em seu futuro sem a parceria com Sérgio Malucelli, que anunciou a sua saída do clube no próximo mês de maio. Em entrevista à Banda B, o técnico Alemão disse que a diretoria do Tubarão precisa ter um equilíbrio para que não haja nenhum prejuízo após a saída do gestor.

“Toda parceria que é rompida traz prejuízo. A diretoria do Londrina está consciente disso e já era para ter acontecido desde o começo do ano. Certamente, a diretoria está se organizando para assumir e tem profissionais para tocar o futebol. Tem que buscar um equilíbrio para fazer uma Série C bem feita, seguindo o objetivo de fazer um grande campeonato”, afirmou o treinador.

Alemão ainda ressaltou que o Londrina vai passar por uma adaptação a sua nova realidade. “Eu tenho um ótimo relacionamento com o Sérgio, o Germano e com a diretoria. Também tenho um ótimo relacionamento com a nova diretoria do Londrina. Por esse aspecto, eu tenho com a facilidade de lidar com as duas situações. A saída do Sérgio, por tudo que ele fez nos nove anos e meio, com muitas conquistas, vai fazer com que o Londrina tenha uma adaptação”, disse.

Independente de quem será o mandatário, o treinador sabe da necessidade de contratar alguns reforços para a Série C. “O Campeonato Paranaense foi usado para avaliar alguns jogadores. Subimos atletas da base e jogadores com contrato apenas o Campeonato Paranaense. Pelo que produzimos no campeonato, nós temos uma base, mas precisamos de alguns reforços para disputar a Série C. A necessidade de reforçar a equipe é clara”, comentou.

O planejamento inicial é  a disputa da terceira divisão do Campeonato Brasileiro, mas o Londrina segue confiante em retornar à Série B ainda em 2020. O Tubarão aguarda os julgamentos de Figueirense e Brasil de Pelotas pelo não cumprimento do fair play financeiro.

“A possibilidade existe. O Figueirense teve atraso de salário, tanto que os jogadores nem entraram em campo, e isso ficou claro para todo mundo. Se o regulamento da competição diz que tem que ter a punição, nada mais justo que a punição. A mesma coisa para o Brasil de Pelotas. Houve uma denúncia dos próprios jogadores. Se a justiça tem que ser feita, eu acredito que o Londrina volta. O Londrina perdeu em campo, mas pagou em dia e os outros clubes não. O Londrina merecia estar de volta e existe essa possibilidade. Não sei se isso vai acontecer, mas é possível”, opinou Alemão.