Cianorte. (Divulgação)

O Cianorte é uma das equipes que não tem calendário após a disputa do Campeonato Paranaense e sofre com a possível saída de alguns jogadores. Em entrevista à Banda B, o gerente de futebol Adir Kist declarou que a equipe tenta renovar com atletas que estão em fim de contrato para a disputa das quartas de final contra o Operário.

“Nós tínhamos cerca de 15 contratos mais longos com esse plantel. Alguns contratos a gente está procurando a renovação com a perspectiva de volta para ter uma equipe competitiva no final da competição. Em relação aos atletas, nós passamos as orientações e estão trabalhando sob orientação para minimizar algumas perdas”, explicou Kist.

Logo após a suspensão do estadual, o Cianorte defendeu o término da competição, mas foi voto vencido. “Nós não temos muito o que fazer. Tivemos algumas posições contrárias no começo e fomos vencidos. Com esses movimentos, nós estamos nos preparando para disputar, mesmo sem ser a situação ideal. Nós vamos nos adequar e disputar [o estadual]”, disse o dirigente.

O gerente de futebol do Cianorte ainda contou que o único posicionamento da Federação Paranaense de Futebol (FPF) é para terminar o estadual dentro de campo. “A gente conversa sem problema, mas não tem uma posição definida por não ter nenhuma garantia. A única coisa que nos passaram é que defende-se a ideia do campeonato terminar dentro do campo. Essa é a única certeza que nos passaram”, comentou.