O cenário parece incompatível com os rumos na economia global em pleno século 21. No entanto, os estudos recentes feitos pelo Sebrae mostram que 73% dos empreendedores brasileiros ainda estão fora da internet, e deste universo cerca de 65% sequer contam com uma página em uma rede social como o Facebook.

(Foto: Divulgação)

Este estudo foi divulgado no mesmo momento em que a startup britânica UENI desembarcava no Brasil, oferecendo sites gratuitos, num projeto similar a de outros países.

A demanda por este tipo de recurso no Brasil é tanta que em menos de dois meses de atuação, a startup já colocou no ar mais de 25 mil sites para empreendedores brasileiros.

Com a experiência de quem já reúne mais de 350 mil sites para pequenos negócios mundo a fora, a UENI entra no mercado brasileiro, trazendo experiências de países emergentes como Índia e México, onde atua oferecendo sites gratuitos e ferramentas de impulsionamento de presença digital de forma gratuita, como posicionamento no buscador do Google.

Com um aporte de 30 milhões de doláres de investidores do mundo todo, e presença em 7 países, contando com o Brasil, a startup é reconhecida como um nome que vem se destacando no mercado de sites gratuitos feitos em inglês, espanhol e português. “Nossa tarefa é ajudar pequenos negócios a ter presença digital, e para isso eles precisam ter o seu próprio site, o que é fundamental para que sejam vistos pelos motores de buscas, como o Google. Isso faz com que qualquer profissional ou negócio seja facilmente encontrado pelo cliente que procura por produtos e serviços em determinada região”, define a fundadora da UENI, Christine Telyan.

O projeto começou em países de língua inglesa, associando as informações do usuário a uma biblioteca de opções de textos e fotos, baseados em tipos de atividades profissionais. Para o Brasil, a curadoria do projeto em detalhes ficou a cargo da jornalista brasileira radicada em Londres, Cristiane Lebelem. Ao todo existe um universo de 700 categorias de negócios classificados pela plataforma, que ajudam o usuário no processo de comunicação do seu site.

Além da parte automática, a plataforma ainda tem um equipe que faz a verificação da veracidade das informações fornecidas, a certificação de que não se trata de um negócio ilícito, e ainda faz o controle final de qualidade para garantir que o site esteja dentro da expectativa do usuário. No entanto, é ele quem vai dar o toque final e aprovar para que o site seja colocado no ar.

“O nosso objetivo é construir sites gratuitos para 2 milhões de usuários no mundo todo em 2020, e o Brasil certamente terá mais de 30 mil sites gratuitos até o comecinho do ano que vem. Estamos nos dedicando para dar uma condição de crescimento consistente aos empreendedores, com novas ferramentas para negócios, pagamentos e marketing online de forma acessível para os pequenos negócios”, destaca Christine, que junto ao marido Anh Pham Vu, decidiu empreender neste setor há 4 anos, depois de uma trajetória de sucesso em consultoria internacional e sólida formação acadêmica na Universidade de Harvard.

Experiência do usuário

Em 48 horas, Pedro Oliva, dono da produtora de vídeos Promovision, de Varginha, fez o registro na plataforma de sites gratuitos, forneceu informações básicas sobre o seu negócio, obteve o seu site pronto. Ele não precisou desembolsar nada, apenas fornecer as informações básicas do seu negócio e serviço, e recebeu um e-mail avisando que já era possível visualizar a sua página pronta. Ele fez as suas próprias edições, dando o toque final para que seu site fosse levado ao ar.

“Ter um site é uma forma de ilustrar o negócio da gente. Eu já tinha tentado outra plataforma gratuita, mas não deu muito certo por diversas razões. Quis experimentar para ver se a oferta era real. Eu acho fundamental para uma empresa ter um site, mas nem sempre a gente tem dinheiro para investir. muita gente quer fazer o contato com as empresas pelo celular e pela internet, por isso é uma boa oportunidade para quem não tem dinheiro no momento para investir”, conta Pedro.

Para visitar o site que o Pedro Oliva fez gratuitamente pela UENI visite www.promovisionprodutora.com