Joelma, cantora, que neste sábado (22) celebra a chegada de seus 50 anos, talvez seja a maior expoente, ao lado de Fafá de Belém, da música do Norte do país. Enquanto esteve à frente da banda Calypso, ajudou a fazer com que o Pará se tornasse um importante foco de cultura no Brasil.

image-3-23
Reprodução Instagram

Nascida em 22 de junho de 1974, na cidade de Almeirim, no coração da Amazônia, Joelma Mendes da Silva desde os primeiros álbuns demonstrava personalidade e presença de palco. Não à toa, a “chicotada” com os cabelos, jogando-os vigorosamente para baixo e para cima, se tornou marcante.

Assim como seus hits, que repercutem ainda hoje. Rapidamente, a cantora, que sonhava ser advogada, conquistou um público fiel com sua presença marcante e estilo único (veja mais curiosidades abaixo).

Ao longo de sua trajetória, colecionou sucessos, como as três indicações ao Grammy Latino, mas também se viu diante de algumas polêmicas. Evangélica, a artista é contra o casamento de pessoas do mesmo sexo e já deixou isso claro ao aconselhar um homem gay a virar hétero. Ela também deu entrevista comparando a homossexualidade ao uso de drogas.

Questões de saúde também afetaram a vida e a carreira de Joelma. Acometida sete vezes pela Covid, a paraense já precisou cancelar shows por sofrer com sequela do coronavírus, como um inchaço que mudou completamente seu rosto.

O interesse pela cantora no Google Trends, por exemplo, bateu o pico de buscas em junho de 2015, quando ela anunciou a separação com o guitarrista Ximbinha e falou em entrevista ao Fantástico (Globo) que havia sido traída pelo ex-parceiro. Os dados compreendem desde 2004, início da série histórica da plataforma.

A cantora também foi popular no Trends em junho de 2019, quando precisou desmentir boatos sobre ter morrido em um acidente, e em junho de 2022, ocasião em que ficou internada com esofagite e edema após ser infectada pela quarta vez com o vírus da Covid.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Religião, marketing para Havan e sequelas da Covid: curiosidades da aniversariante Joelma

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.