Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

almiranteRapaz foi socorrido pelo Siate, mas morreu a caminho do hospital. Foto: DB/Banda B

Um rapaz de 19 anos foi morto com três tiros na cabeça na noite desta segunda feira (10), na Vila Grécia, em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba. Bruno Padilha de Matos estava na rua quando recebeu os tiros. Testemunhas viram o crime. A família de Matos alega que o garoto andava com “más companhias”, no entanto não soube informar se ele era envolvido com as drogas.

O crime foi registrado por volta das 19h30 na rua Juvenal Cordeiro. Matos estava ao lado da motocicleta e foi surpreendido por um homem armado, que disparou cerca de cinco vezes contra ele. Destes, quatro atingiram a vítima, somente três na cabeça. Houve correria na rua e o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), do Corpo de Bombeiros, foi acionado assim que o rapaz caiu ferido.

Ele não resistiu e morreu dentro da ambulância, a caminho do Hospital Evangélico. De acordo com o socorrista Thiago, a vítima tinha ferimentos graves. “Foi tentado o máximo possível ajudar, mas não teve jeito. Na hora tinha muito tumulto, muita gente em torno da situação. Demos prioridade a ele, colocamos na ambulância e deslocamos até o hospital. Contamos três tiros na cabeça e um no ombro”, descreveu o socorrista.

Os pais do rapaz morto acompanharam o socorro do filho e relataram à Banda B  que trabalham quando receberam a notícia de que o garoto tinha sido baleado. Matos era filho único e o pai afirmou que o crime pode ter relação com as más companhias do filho.  O corpo do jovem foi recolhido ao Instituto Médico Legal (I(ML) de Curitiba e a Delegacia de Almirante Tamandaré investiga o caso.