Um suspeito de aplicar um golpe em um idoso, que mora em Colombo, na região metropolitana de Curitiba (RMC), foi preso em São José dos Pinhais, também município metropolitano, logo após um pedido de socorro da vítima à polícia nesta terça-feira (23). O caso fez a própria polícia criar um alerta àqueles que se interessam em comprar por meio de anúncios nas redes sociais que, em muitas oportunidades, podem ser enganosos. Além disso, a história complexa ocorrida na região metropolitana levou à descoberta de uma quadrilha e seu ‘modos operandi’.

idoso-cai-golpe-são-josé-pinhais-1
Idoso cai em golpe ao tentar comprar carro em SJP. Foto: Cristiano Vaz/Banda B

Tudo começou após o idoso ver o anúncio da venda de um Fiat Uno na plataforma online de negócios do Facebook nesta segunda-feira (22). O valor do veículo ano 2003 na casa de R$ 6,5 mil fez a vítima contactar o anunciante.

Conforme disse em entrevista à Banda B, o idoso pediu o endereço do homem para poder ver o carro. No entanto, ao chegar no local em São José dos Pinhais, ele não encontrou ninguém.

Mandei mensagem e perguntei se ele viria. Mas o homem disse que estava na cidade da Lapa e iria demorar. Fiquei ‘zonzando’ pela região até que decidi ir embora. Isto aconteceu quando percebi que ele não viria mais

iniciou a vítima, que não será identificada.

O idoso continuou a história ao dizer que foi até um ponto de ônibus para voltar para casa. Lá, ele encontrou outro idoso portando documentos, que indicavam uma cobrança na casa do R$ 1,7 milhão. A vítima orientou o homem, que lhe aparentava ser alguém humilde, a ir até a delegacia.

Mulher aparece em seguida

Em seguida, uma mulher apareceu e tentou ajudar o idoso, que portava os documentos com a suposta cobrança milionária. De acordo com o idoso, ela também orienta o homem a ir à delegacia, mas com a vítima do golpe.

idoso-cai-golpe-são-josé-pinhais-2
Momento em que o idoso aceita seguir com os golpistas até a delegacia. As imagens ajudaram a PM encontrar o veículo usado pelos suspeitos. Foto: Reprodução/Banda B

Disse que não poderia ir junto porque estava voltando para casa. Falei também que fui até a cidade para tentar comprar um carro. Apontei o endereço e disse que o dono não estava no local. Só que a mulher me disse que conhecia o homem e ‘que ele não valia nada’.

continuou.

A suposta moradora teria insistido, mais uma vez, para ajudar o idoso com a cobrança milionária e que todos fossem até a delegacia. Depois, perguntou à vítima se ela estava com o dinheiro da compra do carro. Após receber a confirmação, todos foram até a sede da Polícia Civil.

No entanto, antes de chegarem à delegacia, a mulher teria passado em uma agência bancária para fazer um saque de um alto valor. Ambos os idosos ficaram no carro.

Em seguida, a mulher começou a dirigir por São José dos Pinhais. Foi quando ela abordou a vítima do golpe e lhe pediu os documentos pessoais para fazer cópias. O objetivo, segundo a mulher, era tentar ajudá-lo com a compra do Fiat Uno.

Porém, acreditando na boa intenção, no momento em que a condutora parou em uma papelaria para a realização das cópias, a vítima deixou o dinheiro com a mulher.

Antes de sair do carro, falei que já voltava. Mas, quando voltei, não tinha mais ninguém.

pontuou.

Polícia entra na jogada e descobre quadrilha

Após perceber que a dupla golpista havia desaparecido, o idoso começou a ligar para a polícia. Ele, porém, deu sorte a encontrar uma viatura passando em frente à papelaria onde foi abandonado.

O aspirante-a-oficial Caniggia, da Polícia Militar (PM), explicou que ouviu a descrição do carro e da dupla que estava com a vítima.

Sabendo das informações, realizamos as diligências e encontramos o automóvel em um posto. A gente abordou o veículo, encontramos o idoso e parte do dinheiro que foi levado. Ele não soube nos dizer a origem do valor. Por isso, nós demos a voz de prisão ao homem.

Caniggia, aspirante-a-oficial da PM.

O idoso que estava aplicando o golpe foi encontrado com metade do valor levado pela vítima para comprar o automóvel. A mulher, por sua vez, não foi achada.

Caniggia falou sobre a quadrilha e passou orientações.

É possível que se trate de uma quadrilha que já tenha dado golpes aqui em São José dos Pinhais, na região metropolitana e em outras cidades do interior do Paraná. Essa quadrilha tem idosos como alvo. Normalmente, eles usam outros idosos, que fingem pedir ajuda, para sensibilizar as vítimas e realizar os crimes. (…) A vítima acaba caindo em um golpe ao ver a oportunidade de querer ajudar, mas também garantir uma boa oportunidade de negócio.

Caniggia, aspirante-a-oficial da PM.

O suspeito foi levado à Delegacia de São José dos Pinhais e permanece à disposição da Justiça.

Não imaginei, em nenhum momento, que estava caindo em um golpe. Foi algo muito bem explicado, orquestrado. Foi a ‘boa lábia’ deles, o trabalho deles. Há algum tempo estou tentando comprar o carro, cheguei a fazer um empréstimo. Mas, no final, vou ficar sem o veículo e parte do dinheiro.

finalizou a vítima do golpe em entrevista à Banda B.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Idoso cai em ‘novo golpe’ ao tentar comprar carro em SJP; polícia faz alerta para anúncios enganosos nas redes

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.