A Cidade Industrial e Tecnológica de Colombo (CITCOL) deve mudar o perfil econômico, social e ambiental do município situado ao norte da Região Metropolitana de Curitiba. Com previsão para ser implantada ainda no primeiro semestre de 2024, em uma área de 12,21 km² equivalente a 17,44% da área urbana de Colombo, entre os bairros Rincão, Mauá, São Dimas e Palmital, a CITCOL deve se transformar em um dos maiores polos industriais do estado.

DJI_0864.MOV_snapshot_00.07.915
Vista aérea do local onde será instalada a nova CITCOL – Divulgação

Assim como a Cidade Industrial de Curitiba (CIC), implantada na década de 70, mudou a vocação econômica da capital paranaense, o mesmo deve acontecer em Colombo, com expansão do setor industrial e reflexos diretos no comércio e na produção agrícola local. O lançamento da CITCOL será no próximo dia 29 de maio, às 10h.

A prefeitura de Colombo informou que, na primeira fase, serão instaladas 60 grandes empresas, que ficarão às margens da BR-116. Na segunda fase, serão mais de 400 empresas, o que vai mudar a realidade socioeconômica de Colombo e gerar milhares de empregos.

Com indústrias de tecnologia sustentável, limpa e não poluente, as chamadas 5.0, a região deve se transformar em um cinturão de preservação, ao contornar a APA Estadual do Rio Iraí, Área de Manancial da Bacia do Rio Palmital e proteger aquífero do Karst – importante manancial hídrico subterrâneo que corta parte da Região Metropolitana de Curitiba.

Para o geólogo e doutor em Geografia do Grupo Uninter, Otacílio Lopes de Souza da Paz, a conciliação da indústria com o meio ambiente é o cenário ideal para qualquer cidade.

“Conciliar essas necessidades humanas de emprego, renda e de um meio ambiente ecologicamente equilibrado é, sim, possível e desejável no cenário que enfrentamos atualmente. Então, a implementação de um parque industrial, de uma proposta que vai gerar emprego e renda aliada à preservação ambiental, manutenção de ecossistemas, é muito importante.”

Otacílio Lopes de Souza da Paz

O especialista ressalta ainda que, com a implantação da CITCOL, Colombo irá ganhar espaços públicos, lazer, qualidade de vida, sustentabilidade e fortalecimento cultural.

“A solução de parques lineares é uma coisa muito interessante! Você tem ali uma questão de qualidade de vida para os moradores, uma preservação ambiental e, se acontecer uma inundação, a água vai ficar retida ali no parque fluvial. Você não vai ter a população afetada. Isso é uma questão de resiliência urbana. Nós temos que pensar nisso, frente a esse cenário de mudança climática que estamos enfrentando”, afirmou Paz.


Conforme o projeto, a CITCOL fica localizada estrategicamente, perto da BR-116 e da Estrada da Ribeira, com acesso às principais cidades do sul. Isso possibilita fácil escoamento da produção.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Geração de renda, preservação ambiental e empregos: vem aí a Cidade Industrial e Tecnológica de Colombo (CITCOL)

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.