Da Redação

O deputado estadual Luiz Carlos Martins está preparando um projeto de lei para obrigar as concessionárias a implantarem áreas de escape em todas as rodovias pedagiadas do Paraná. O recurso é uma alternativa para que os veículos de grande porte possam usar como refúgio caso o sistema de frenagem pare de funcionar. Sua estrutura é semelhante à utilizada em circuitos de Fórmula 1, com sinalização e uma “caixa de brita”. Normalmente, a caixa é preenchida com bolinhas de argila expandida, material leve em que o veículo afunda e para. Assim, a velocidade diminui num curto espaço de tempo.

escapeFoto: Área de escape da BR-376, no km 671 – Auto Pista Litoral Sul

“Infelizmente vimos essa tragédia acontecer na BR-277 na noite de domingo com quatro mortes. Com muita frequência, presenciamos acidentes, principalmente em trechos de serra, causados por caminhões descontrolados. Vamos apresentar um projeto de lei para oferecer esta alternativa de vida para todos os motoristas. E isso vai além de contratos assinados entre concessionárias e governo. É uma questão urgente de vida ou morte”, diz Martins.

Em 2011, Autopista Litoral Sul instalou uma área de escape entre os quilômetros 671 e 672, na região de Guaratuba, litoral do Paraná. Só nos primeiros três anos, por exemplo, 112 caminhões e dois ônibus utilizaram o recurso, o que evitou que os veículos se envolvessem em acidentes no trecho considerado crítico.

Além de ajudar a reduzir acidentes, o uso do recurso permitiu que a rodovia pudesse identificar os tipos e modelos de caminhões que mais apresentavam problemas e passou a repassar esses dados para a Polícia Rodoviária Federal que intensificou a fiscalização na manutenção destes veículos.

O projeto de lei de Luiz Carlos Martins deve ser apresentado na Assembleia Legislativa do Paraná nos próximos dias. “Vamos salvar vidas. Não é possível que a não tenhamos esta alternativa para os motoristas em nossas rodovias”, finaliza o deputado.