A Câmara dos Deputados deverá votar na próxima semana, em plenário, os projetos de decreto legislativo, já aprovados pelo Senado, que derrubam o decreto que flexibiliza o porte de armas editado pelo presidente Jair Bolsonaro.O líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), afirmou que os textos, que serão votados em bloco, deverão ser pautados na terça, 25,  ou quarta, 26.

Foto: Agência Câmara

“Acho difícil contrariar a decisão do Senado”, disse o deputado ao ser questionado sobre como a Camara deve votar a questão. Ele, no entanto, afirmou que a Casa pode transferir parte das regras contidas no decreto para projetos de lei em tramitação no Congresso. Uma das principais queixas dos parlamentares, mesmo os favoráveis à flexibilização das regras, é que o tema não foi discutido com o Parlamento.

O líder do PL, Wellington Roberto (PB), também afirmou que o tema deve ser analisado na próxima semana. Os dois participaram de uma reunião na residência oficial da Câmara no início da noite. Estiveram presentes também o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o secretário de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, e líderes do chamado Centrão, bloco informal composto por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade.