O Ministério Público da Espanha entrou com recurso contra a liberdade provisória —mediante pagamento de fiança— de Daniel Alves. A acusação particular também recorrerá da decisão da Justiça de Barcelona na próxima segunda-feira.

image-14-28
Reprodução Instagram

Os promotores do MP alegam risco de fuga. Eles reforçam ainda que Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses.

Já a acusação da vítima defende que Daniel Alves permaneça preso até cumprir metade da pena. O ex-jogador está preso há 14 meses.

A acusação destacou ainda um “elevado risco de fuga” e que o Brasil não extradita brasileiros natos. A alta capacidade econômica de Daniel Alves e seu entorno também foi apontada.

Daniel Alves precisa pagar uma fiança de um milhão de euros (R$ 5,4 milhões) para ter a liberdade provisória. A quantia não foi paga até o momento e o brasileiro está preso em Barcelona (ESP).

Caso pague a fiança, Daniel Alves não poderá se aproximar da vítima e terá os passaportes retidos. Ele também está proibido de deixar a Espanha.

Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão por estupro, mas cabe recurso —tanto defesa quanto acusação estão preparando o documento que contesta a pena para apresentar à corte.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

MP da Espanha entra com recurso contra liberdade provisória de Daniel Alves

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.