O corpo do delegado Vanderson Gurgel Batista, de 38 anos, morto com um tiro na cabeça na tarde deste domingo (19), em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, chegou ao Ceará para ser velado e enterrado.

Ele foi encontrado com um tiro na cabeça dentro do banheiro do Parque Nacional do Iguaçu. O delegado chegou a ser socorrido por uma equipe do Siate, mas morreu no hospital. Ele passeava no local com a esposa, o filho de sete meses do casal e a sogra.

Vanderson Gurgel Batista.
Foto: Reprodução Redes Sociais.

O corpo foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Foz na segunda-feira (18). O translado do corpo aconteceu por volta das 18h de segunda, para Fortaleza, cidade de origem do delegado. O transporte foi feito por uma aeronave cedida pela Polícia Civil.

O velório iniciou no fim da manhã desta terça-feira (21) em uma igreja evangélica no Bairro Aerolândia, em Fortaleza, de acordo com informações da Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol-PR). O enterro será às 17h desta terça no Cemitério Jardim Metropolitano, na cidade de Eusébio, a 25 quilômetros de Fortaleza.

A Associação publicou nota de pesar nas redes sociais.

“A Adepol-PR vem a público demonstrar o mais profundo pesar pelo falecimento do delegado de polícia associado Dr. Vanderson Gurgel Batista”.

Primeiro lugar no Paraná

Vanderson era titular da Delegacia da Mulher de Maringá, no Norte do Paraná, há três meses. O delegado nasceu no estado do Ceará. Ele iniciou a carreira na Polícia Militar, onde ficou por 14 anos. Foi de soldado a tenente e comandou uma das equipes de Ronda de Ações Intensivas e Ostensiva da PM do Ceará em patrulhamento com motocicletas.

O policial passou no concurso para delegado da Polícia Civil do Paraná e ficou em primeiro lugar na escola de formação. Em busca de uma qualidade de vida melhor para a família, escolheu a cidade de Maringá para viver. Lá, ele assumiu a chefia da Delegacia da Mulher, onde estava havia três meses.

Investigação

A Delegacia de Polícia Civil de Foz do Iguaçu investiga o caso. Nesta segunda-feira, a Polícia Civil, por meio da assessoria de imprensa, informou que apura o caso e aguarda laudos complementares, que auxiliarão no andamento das investigações. Uma das hipóteses é de que tenha ocorrido um disparo acidental. A arma que disparou é uma Taurus e foi encaminhada para perícia.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Corpo de delegado morto em Foz chega ao Ceará para ser sepultado; polícia investiga caso

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.