Renan Bressan marcou o gol da vitória sobre o Operário (Luiz Ferraz/Banda B)

Estreante e autor do gol da vitória, o experiente meio-campista Renan Bressan foi o destaque do triunfo do Paraná sobre o Operário, no último fim de semana, pelo Campeonato Paranaense. A atuação serviu também para trazer de volta o alívio ao jogador de 31 anos, que conviveu com lesões e disputou somente três jogos na última temporada.

“Foi um alívio para o grupo e para mim. Já fazia um tempo que não jogava e não fazia gols, por causa da lesão que tive. Sabemos que agora aumenta a responsabilidade, todos vão cobrar todos os jogos para fazer mais. Para um começo, melhor impossível. Estamos aliviados, mas não pode ter euforia, pois já temos mais compromissos”, celebrou Bressan em entrevista coletiva.

Além de um dos mais experientes do grupo, o meia conta com um currículo extenso no futebol europeu, no qual atuou por dez anos, na Bielorrússia, Rússia, Chipre e Portugal. Tendo esta responsabilidade da bagagem que carrega, Renan Bressan admitiu o conforto desta vitória e da confiança que leva para a sequência que vem pela frente.

“Como cheguei agora, não estava a par de tudo que acontecia aqui. Mas é claro que o grupo estava sentindo essa falta de vitórias em casa e foi um triunfo para dar mais tranquilidade, contra um adversário muito difícil. A torcida viu que o grupo se empenhou bastante, então só temos que manter este empenho, pois temos muito a ganhar durante o ano”, disse.

Já pensando no duelo decisivo pela Copa do Brasil, no dia 26, contra o Bahia de Feira-BA, em duelo que vale R$ 1,5 milhão, Renan Bressan pediu cautela e foco tot

“Foi um alívio para o grupo e para mim. Já fazia um tempo que não jogava e não fazia gols, por causa da lesão que tive. Sabemos que agora aumenta a responsabilidade, todos vão cobrar todos os jogos para fazer mais. Para um começo, melhor impossível. Estamos aliviados, mas não pode ter euforia, pois já temos mais compromissos”

“Temos que pensar jogo a jogo. É normal que todos pensem um pouco na Copa do Brasil, mas a nossa próxima partida é a mais importante. É mais fácil motivar os jogadores em clássicos do que diante de equipes em piores situações. Temos que nos manter focados e buscar os três pontos para buscar a classificação no estadual”