Matheus Costa foi apresentado como técnico do Paraná. (Felipe Dalke/Banda B)

O técnico Matheus Costa foi apresentado no Paraná com a missão de repetir o mesmo desempenho de 2017, quando foi um dos responsáveis pelo acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro. Em sua primeira entrevista, o treinador espera pelo apoio da torcida novamente em jogos na Vila Capanema, fator determinante na outra campanha e confia na repetição da campanha de dois anos atrás.

“Eu acredito muito naquilo que foi realizado em 2017, com um conjunto muito forte e uma comissão técnica que agrega no dia a dia. Estou confiante, acredito no nosso potencial e digo que a Série B é uma das competições mais difíceis do mundo. Haja visto no ano passado que duas equipes que estavam na Série C no ano retrasado já estão na Série A. É um grupo que precisa estar muito unido e encontro uma expectativa diferente da que foi em 2017. A partir do momento que a torcida ver que o grupo está unido e comprar a ideia que somos um grupo forte, a gente se fortalece ainda mais”, declarou o treinador.

Depois do acesso para a Série A, Matheus Costa recebeu um convite para permanecer apenas como auxiliar do Paraná. Porém, ele preferiu deixar o clube para seguir a carreira de treinador. O seu único trabalho na função foi no Joinville e durou apenas 10 jogos. Depois, o atual comandante paranista retornou para a função de assistente no Coritiba, onde estava até voltar para o Tricolor.

“Eu entendo o que aconteceu naquele momento. Claro que me sentia preparado e capacitado para continuar no clube. Se eu continuo e acontece aqueles resultados que aconteceram, iam falar que eu não estava capacitado. Às vezes, as pessoas só veem a minha idade e não o que fiz. Eu sempre tive carinho por esse clube, me mantive por perto. Vou fazer de tudo para fazer um bom trabalho e reverter essa situação”, afirmou o técnico.

Com maior experiência, o treinador admitiu que esperava por uma nova oportunidade. “A cada dia que passa eu cresço ainda mais. Todo dia a gente aprende no futebol e na nossa vida. Eu passei por dois diferentes clubes, com realidades diferentes, e a cada situação específica que acontece é uma realidade para resolver uma determinada situação. Acredito que a saída me fez para conhecer outras realidades e trabalhar com outros tipos de pressões. Eu esperava muito por essa oportunidade novamente e acredito que venho mais preparado”, comentou.

Já o presidente Leonardo Oliveira destacou o bom trabalho de Costa em 2017, mas relembrou que o clube procurava um técnico com mais experiência no retorno para a Série A. “Experiência é algo que levamos muito em consideração na tomada de decisão do passado. Nós gostaríamos de trazer alguém com vivência e história de Série A, mas sem perder um trabalho”, disse.

“O Matheus fez um grande trabalho durante todo o ano de 2017 e conhecer o grupo durante o ano todo teve consequência na conquista da vaga. A ideia era dar continuidade no trabalho, mas decisão acertada ou errada, a história foi contada. Nós trouxemos um profissional ainda mais capacitado, viveu mais uma Série B. Conhecer a Série B traz um diferencial, porque é uma competição muito difícil. O profissional, além de conhecer o clube, tem uma experiência ainda maior na Série B e está capacitado para nos levar para a Série A”, acrescentou o mandatário paranista.

Assista à entrevista de apresentação do técnico Matheus Costa

Apresentação do técnico Matheus Costa

Posted by Esporte Banda B on Friday, April 5, 2019