Por Felipe Dalke e Osmar Antônio

Após a derrota para o Corinthians por 1 a 0 com um gol oriundo de um pênalti inexistente no final da partida, o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, falou com a imprensa e garantiu que irá fazer uma representação na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) contra o árbitro Péricles Bassols, que deu um pênalti que não existiu de Luccas Claro em Danilo.

O presidente Coxa-Branca estava bastante estressado, já que o Verdão vinha melhor em campo e acabou sofrendo a derrota aos 45 minutos do segundo tempo. “O juiz deu pênalti de medo da torcida do Corinthians. Vou fazer uma reclamação na CBF! O pênalti não existiu”, esbravejou Vilson. “O Corinthians é campeão do mundo, eles não estavam ganhando porque não mereceram. Daí vem um árbitro desses e estraga o espetáculo”, avaliou.

Questionado se o árbitro estava mal intencionado, o presidente Alviverde preferiu não falar sobre isso e garantiu que o árbitro é muito fraco. “O erro é humano e se ele reconhecer, está perdoado, mas ele é um árbitro muito fraco. Apesar disso ,estou orgulhoso da equipe, que lutou e enfrentou o Corinthians de igual para igual. O erro prejudicou o resultado e isso é lamentável”, finalizou Vilson Ribeiro de Andrade.