Por João Pedro Alves e Osmar Antônio

A intenção era se recuperar da derrota dentro de casa, mas o Coritiba apenas empatou com a Portuguesa no Couto Pereira na noite desta quarta-feira (14). Mesmo não totalmente satisfeito com o resultado, o técnico Marquinhos Santos elogiou a postura e a luta da equipe alviverde, que jogou bastante desfalcada e com vários atletas jovens.

No total, foram sete baixas, e o treinador teve que “quebrar a cabeça” para montar a escalação. Mesmo tendo que fazer uso de atletas menos utilizados e que ainda não haviam jogado juntos, ele destacou a atuação. “Eles assumiram a responsabilidade, não se esconderam do jogo. O time lutou, procurou jogar”, afirmou. “Estou chateado pelo resultado. Mas sabemos que temos várias rodadas pela frente”, ponderou.

Um dos casos ressaltados por Marquinhos foi o dos pratas da casa. Zé Rafael e Luizinho, por exemplo, tiveram que entrar já com a missão de decidir. Para o comandante, apesar de os jovens não terem tido uma grande apresentação, não podem carregar o peso sozinhos.

“Muitas vezes pedem para lançarmos jovens jogadores. E agora é questionada a falta de experiência. Mas eles foram bem, buscaram o jogo”, analisou.

Os dois jogos em casa passaram e os resultados não vieram. Agora, é pensar para frente, no jogo de domingo (18) contra o Corinthians no Pacaembu. “Não alcançamos os resultados que gostaríamos. Precisamos buscar resultados fora agora, é para isso que vamos trabalhar”, finalizou.

Notícias relacionadas:

Coxa empata no último minuto com a Portuguesa e evita segunda derrota em casa