Por João Guilherme Pellanda

Alex ressaltou seu sentimento pelo CoxaAlex ressaltou seu sentimento pelo Coxa (Foto: Divulgação/Coritiba

Capitão do Coxa e grande ídolo do clube, Alex postou nesta quinta-feira (24) uma mensagem em suas redes sociais falando do momento complicado que vive a equipe. O Coritiba é o penúltimo colocado no Brasileirão. Apesar de tudo, o camisa 10 ressaltou que o sentimento de querer vestir a camisa alviverde é “imútavel”. No entanto, disse que não se sente culpado pela situação.

Confira a mensagem de Alex na íntegra:

“Quando retornei em 2012, muitas pessoas me questionaram o porquê de ter escolhido o Coritiba. Sempre respondi o mesmo, e continuo respondendo. Quando criança, queria jogar no meu clube de coração e gostaria de fazer minhas últimas partidas aqui com a camisa do meu clube.

Hoje o clube vive um período horrível dentro do campeonato brasileiro e muitos apontam o dedo em minha direção e dizem: “Viu só como ele escolheu errado”. Outros torcedores do próprio Coritiba apontam e dizem: “A culpa do que acontece com o Coritiba é do Alex”. Outros: “Nossa, ele deve estar arrependido de ter voltado”. Pra esses levantamentos todos eu digo: “Quando criança eu queria jogar bola, ter a alegria de poder bater uma bola com os amigos e sonhava com o Couto”. E isso acontece hoje.

O momento não é dos melhores. Não tenho poder de saber como terminará 2014 para o Coritiba. Não me sinto culpado por nada que acontece dentro do clube. Sinto-me sim responsável em fazer os meus deveres como atleta do clube (e isso cumpro à risca). Ganhar, perder, jogar bem, jogar abaixo do que poderia jogar… Isso tudo é inerente ao futebol e aconteceu comigo em todos os lugares que joguei.

A única certeza que tenho é que vou me retirar em dezembro feliz por ter completado meu ciclo como atleta de futebol. Ganhei algumas, perdi outras, fiquei feliz, triste outras vezes; mas sempre de cabeça erguida e consciente de que o que poderia ter feito de melhor eu fiz. E com o sentimento principal que me fez retornar ao Coritiba em 2012. Meu sonho infantil realizado. Iniciar e encerrar minha vida esportiva com o clube que me fez gostar de viver futebol.

Minha satisfação independente do momento. Está no simples fato de poder atuar por mais algumas partidas no clube que amo. Momento e complicado, triste e difícil. Mas é mutável! O meu sentimento em vestir essa camisa todos os dias é IMUTÁVEL!!! Independe do momento.”