Leandro Lo foi morto no último domingo Reprodução: The Sun

A morte de Leandro Lo, multicampeão de jiu-jitsu, na madrugada do último domingo (7) foi destaque na mídia internacional. Jornais ao redor do mundo noticiaram o assassinato do lutador e exaltaram os feitos do brasileiro no esporte.

O tabloide inglês The Sun se referiu a Lo como ‘lendário’, utilizando letras garrafais. Além disso, também citou que ‘o brasileiro dominava o mundo do jiu-jitsu desde 2011’. Enquanto isso, a BBC classificou Leandro como ‘um dos atletas de jiu-jitsu mais bem sucedidos de todos os tempos’.
Na Alemanha, o Bild afirmou que ‘o mundo das lutas está em choque’ e valorizou os títulos mundiais vencidos pelo brasileiro e seus feitos no mundo das artes marciais. A “Gazzetta dello Sport”, da Itália, colocou Lo na prateleira dos ‘maiores lutadores de todos os tempos’.

Leandro Lo foi baleado na cabeça durante uma festa no Clube Sírio, em São Paulo. Apesar da prestação de socorro, o lutador teve morte cerebral constatada. O disparo teria vindo da arma de Henrique Otávio Oliveira Velozo, policial que é o principal suspeito de ter assassinado o atleta.
Ao longo da carreira, Lo conquistou oito títulos mundiais de jiu-jitsu, passando por cinco categorias diferentes. Além disso, venceu cinco Copas do Mundo e ainda ganhou oito Pan-americanos na modalidade.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Jornais internacionais repercutem morte e chamam Leandro Lo de lendário

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.