Ouça a matéria:

Elisangela de Lima Santos era o tipo de pessoa que sempre se oferecia para ajudar na decoração de uma festa de aniversário ou até mesmo um café para uma reunião especial do trabalho. Durante o trabalho na área financeira, Elisangela organizava cafés mensais com mesas decoradas, o que surpreendia os colegas. Também se envolveu em organização de festas de fim de ano e até contratou fornecedores e, então, uma amiga do trabalho pediu dicas para o aniversário do filho – foi nesse momento que ela virou a chave para o mundo de festas e começou a estudar decoração.

A decoradora de festas teve uma infância muito humilde e na adolescência percebeu que o estudo seria o caminho para mudar de vida. Ao iniciar o curso de Administração numa faculdade particular, ela teve de enfrentar desafios mensais para pagar a mensalidade e mudar de emprego em busca de salários melhores.

“Foram tempos de muita dificuldade financeira nos primeiros anos, mas persisti mesmo estando sempre com as mensalidades em atraso, fui renegociando e me formei. Foi a minha primeira grande conquista”,

cita Elisangela

Mesmo crescendo profissionalmente e com um bom salário, Elisangela não tinha tempo para passar com os filhos pequenos. Ela se perguntou se valia a pena chegar em casa quando eles já estavam na cama.

“Fiquei tempos pensando o que eu poderia fazer, como poderia trabalhar em casa e ficar com meus filhos, foi então que decidi pela área de festas”,

explica a empreendedora

Com dois anos de emprego fixo, de segunda a sexta, Elisangela começou a fazer cursos e já praticar nas festas de família nos finais de semana, e depois de clientes.

Quando a empresa em que trabalhava passou a se reestruturar, ela se ofereceu para entrar na lista de demissões, mas confessa que foi um período complicado de medo, dúvidas e insegurança – apesar de sentir no coração que tudo daria certo. E deu!

No início, foram muitas as questões e a principal delas era em relação a não ter um salário fixo. O acerto da demissão do trabalho causou tranquilidade e, aos poucos, percebeu que estava conseguindo não só garantir uma renda mensal, como também ganhar mais do que ganhava quando trabalhava na área financeira.

Segue dicas da empreendedora:

  • Escolha algo que você goste: eu sempre digo que você tem que escolher algo que faça seu coração vibrar, tendo esse sentimento de amor, de ajudar às pessoas, seu negócio sempre dará certo;
  • Trabalhe duro: será necessário trabalho duro, não podemos dizer que você vai ganhar tudo facilmente, será batalhado, mas os frutos virão;
  • Planejamento financeiro: Será necessário que você tenha um valor para iniciar seu negócio, porque de primeiro momento temos alguns investimentos a fazer;
  • E siga seu sonho, seu Plano B, com o coração aberto, sempre buscando fazer o bem, que o sucesso será garantido. Deus sempre vai honrar todo teu esforço! Acredite, você é capaz!

Confira as decorações em @fazendofestadecoracao.

Para mais histórias empreendedoras, acesse Partiu Plano B.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

De emprego fixo na área financeira à decoração de festas: conheça a história de empreendedora

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.